Seguidores

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Olá queridos leitores e amigos.
Gostaria de agradecer aos que de alguma forma contribuíram com esse blog, seja como leitores, seja comentando ou apenas dando um pouquinho do seu tempo para conhecer o que tantas vezes escrevi eu mesma sobre meus sentimentos, ou postei de pessoas que admiro.

Brevemente esse blog vai ser excluído.
Ainda não decidi se farei um outro , visto que deixei aqui muitas das coisas boas e nem tanto que vivi nos últimos anos de minha vida.
Vou ficar com saudades, mas a vida a cada dia é um recomeço, e assim penso que o hoje é só mais um dia de aprendizado e amanhã quem saberá é só Deus.
Quero dizer que foi muito bom compartilhar com vocês um muito do que sou, e das minhas intensidades, alegrias e muito amor, sempre muito.
E que o amor continuará fazendo parte de mim isso é certo , assim como as minhas virtudes e defeitos.
Muito obrigada a vocês.
Sejam felizes e vivam intensamente a vida, e um último pedido, sejam sempre vocês mesmos, ok?!

Beijos e abraços.


Eu

Falar do outros é  fácil , nem precisamos pensar muito e já fazemos conclusões e tecemos teses sobre esse ou esta pessoa ...parece até que dá um certo prazer desfilarmos os defeitos e raramente as qualidades alheias.

Mas entrando no assunto que aqui me trouxe a escrever hoje , queria falar um pouco sobre mim mesma .
Sei que talvez seja uma das coisas mais difíceis que já me aventurei a escrever nesse blog .
Não sei se conseguirei expressar tudo que quero ,mas enfim tentarei ...

Sou uma mulher que apesar da idade ainda me equilibro entre a maturidade e a infância distante ....que ainda sente um friozinho na barriga ao se deparar com um olhar e adora seduzir e ser seduzida..que ri as gargalhadas ao ver uma cena divertida em um filme de comédia ...que chora em uma cena emocionante de filme de animação, e por vezes sente raiva de si mesma por isso...que sente  indignação quando vê alguma cena de maltrato a algum animal...que sente o coração bater mais forte ao receber um telefonema, e-mail ou mensagem de alguém que me encante...que enfim aprendeu a viver cada dia como se fosse único e um milagre a ser aproveitado e bem sorvido.

Uma mulher que sente prazer em ser gentil com os amigos queridos , e que por vezes é julgada por ser expontânea demais , por ser transparente ate a raiz dos cabelos e não fingir jamais uma educação forçada.

Que acorda todos os dias com uma fome do novo e se abençoa e abençoa e deseja o melhor a todos ...que torce por quem nem imagina e perdoa com a mesma facilidade com que se irrita com alguém... sai sempre com um olhar treinado a só ver o que me faça bem , que me acrescente.

Que vibra de alegria quando vê um cãozinho ou gatinho que corresponde a um carinho, e se emociona com um sorriso de criança.
Que sente medo de ventania , e  felicidade com uma chuvinha ao adormecer...que ainda adora seus bichinhos de pelúcia e comer chocolate aos pedacinhos .
Que ama o mar e se sente mais calma ao se perder olhando esse horizonte sem fim...

Que acredita em anjos , santos e todos os orixás ..que pede a benção pela manhã a virgem Maria , a proteção a Iemanjá, agradece e ora por todos a Jesus, e pede calma e equilíbrio ao Buda.
Que já teve chorou muitas vezes , mas imensamente já sorriu bem mais vezes..que teve muitos motivos para desistir ,e bem mais para continuar .

Que a ama a vida acima de tudo e a si mesma.
Algum que sente imenso carinho por cada pessoa que passou por sua vida e deixou uma lição de crescimento e amor.
Que enfim é uma pessoa comum , que ainda tem muito que aprender e repartir .

Beijos em todos .

Rosangela  Lessa


domingo, 4 de dezembro de 2016

Traduzir-se
Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.
Uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.
Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.
Uma parte de mim
almoça e janta:
outra parte
se espanta.
Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.
Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.
Traduzir-se uma parte
na outra parte
– que é uma questão
de vida ou morte –
será arte?

(Ferreira Gullar)

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

"Amigo é coisa pra se guardar debaixo de sete chaves, dentro do coração" diz a letra dessa inesquecível e linda música cantada por Milton Nascimento, Canção da América.
É um dos mais belos hinos de celebração de união de verdadeiros amigos, diria irmãos.
Me lembro que sempre foi tocada em várias formaturas e jamais deixou de emocionar.

Hoje em dia a palavra amizade tem se banalizado tanto, que qualquer pessoa que se conheça ontem já é chamada de amiga.
Talvez as redes sociais tenham ido longe demais com essa difusão generalizada da palavra "amizade", pois sabemos que na grande maioria dos casos não se pode tão prematuramente ter esse sentimento por alguém que mal conhecemos e que com certeza não se encaixaria na categoria de pessoas confiáveis (o que é fundamental em uma relação dita de amizade).

Indo um pouco mais fundo te pergunto em quem você confiaria um segredo ou problema mais grave, sabendo que isso estaria em segurança com essa pessoa dita amiga?
Acho que sei a resposta, porque com certeza não podemos nos abrir com alguém que não nos fizesse primeiramente se sentir tão acolhido a ponto dessa revelação.
Num mundo onde ter mais substituiu o amar mais, existem os que prefiram ir onde a falsidade e o interesse seja mais útil e agradável.

Talvez o que realmente falte são pessoas amigas e não amigas pessoas.
Sei lá, tanto faz o que eu pense, mas mesmo assim eu serei sempre a mesma e com a mesma essência intacta, e não um fantoche (como a maioria dos que vejo por aí).

Num mundo globalizado , tecnológico e cada vez mais estéril de sentimentos, ousar ser sincera, sentimental e autêntica , virou sinônimo de ser antiquada e fora de moda
.

Mas com toda sinceridade que me cabe, prefiro mil vez ser desse jeito do que a mais moderninha das pessoas que com suas máscaras de certinhas,  escondem o que há de mais perigoso e cruel que é a falsa modéstia e o oportunismo.
Esse sim é o perfil que mais tem me enojado nos últimos tempos.

Que eu continue sempre evoluindo, aprendendo e amando cada dia, mais sem perder o que de melhor eu tenho, que é saber ser "Amiga"com A maiúsculo.

Abraços e obrigada aos que leram até aqui.
Rosangela Lessa. 


quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Sonho bom é sonho sonhado junto, ou pelo menos desejado.
To me despedindo de você e me devolvendo de novo pra mim.
Foi bom enquanto tentativa, mas pena que foi só de mim pra você.
Você  não fez nada, a não ser desenterrar os seus  fantasmas e os erros do meu passado.
Não quero sofrer duas vezes pelo que já passou. eu esqueci, mas você não.
Você não tem culpa de se preservar, mas eu sim de continuar insistindo em algo que só eu desejei.
Melhor cada um seguir sua história e seu caminho.
A amizade continuará se depender de mim, mas o sonho que tive um dia, acaba hoje.

Rosangela Lessa


Deixo um texto da Isabela Freitas só como complemento ao que a mim faltou dizer:

"Ou você quer, ou não quer. Não precisa ser pra sempre, mas precisa ser agora. Precisa ser certeza. Nós não precisamos casar, ter dois filhos, ou uma cerquinha branca. Eu nem sei se quero essas coisas! Eu apenas quero. Do verbo querer. Querer qualquer coisa. Quero que você também queira. Um beijo, um abraço, um amasso demorado. Quero que você não pense no amanhã, ou no que as pessoas irão falar. Elas sempre falam. Quero ser intensa, quero gritar bem alto. Quero andar pelas ruas na madrugada, e sorrir até a barriga doer. Quero viver. E quero que você viva. Porque viver esperando por algo é viver pela metade. É esperar por um grande show quando você mesmo pode ser o personagem principal."

Novembro

Não que eu quizesse,

Mas as circunstâncias me modificam.

Me alteram, dependendo da forma que chegue à mim.

Não que eu seu seja intolerante,

Mas tenho ponto fraco, tenho meu limite, tenho meu pudor.

Se esbarrarem nisso, explodo impiedosamente.

"Brincadeiras" comigo, tem tempo e dosagem certa.

Portanto só me ofereça aquilo que você tem de verdade.

Se não for, me deixe em meu canto.

Tenho uma mania terrível de me deixar levar

Mais também uma percepção tremenda de quem não vale apena.

Sou "adoçada" a sua maneira.



(Patty Vicensotti)

Abraços

Rosangela Lessa